Como recuperar a saúde do cabelo

29 agosto 2021

O cabelo quebrado pode ser um verdadeiro pesadelo para a maioria das pessoas, visto que é desanimador observar que os fios caem e as falhas aparecem.

Isso mexe muito com a autoestima, sobretudo das mulheres, que costumam ter mais cuidado com os fios.


Passar as mãos no cabelo ou penteá-los e perceber que muitos fios estão se soltando é desesperador.

Por mais que os fios se renovem rapidamente, é difícil controlar quedas intensas e evitar que surjam falhas no couro cabeludo.

Então, o que as pessoas mais desejam nesse caso é ter cabelos saudáveis e brilhantes, livres de pontas duplas e frizz.

Fios nutridos adequadamente não se quebram e não caem. Por mais que pareça pedir muito, não é tão difícil assim manter a saúde dos cabelos.

Identificar se o cabelo quebrado é seu maior problema em relação aos fios, é o primeiro passo para poder corrigir esse problema.

Existem algumas maneiras de identificar o problema e, isso é mais fácil em pessoas que possuem corte de cabelo reto e não em camadas.

Se você estiver percebendo que ao passar as mãos pela cabeça estão saindo muitos fios sem raiz, é bem provável que o seu cabelo esteja quebradiço.

Você pode tentar segurar uma mecha nas suas mãos e, então levantar e balançar um pouco. Com isso, alguns fios vão se soltar. Procure observar as características deles.

Você também pode verificar se existem muitos fios com comprimento diferente dos demais. Uma forma de verificar isso é segurando uma mecha grande nas mãos e torcer os fios.

Se você perceber que uma quantidade muito grande de pontas fica solta, é bem provável que os seus cabelos estejam quebradiços. Mais uma vez é importante observar que ambos os testes servem apenas para cabelos com corte reto, pois nesse caso todos os fios devem ter mais ou menos o mesmo comprimento.

Caso você tenha um corte em camadas, então naturalmente os fios possuem tamanhos diferentes e, então é preciso encontrar outras formas de avaliar o cabelo quebrado.

A melhor forma de avaliar o problema é se ao escovar os cabelos você perceber que muitos fios se soltam e ficam presos na escova.

Se a queda for muito intensa, é provável inclusive que você perceba o surgimento de falhas no couro cabeludo, bem como a diminuição considerável do volume.

Além disso, o cabelo quebrado geralmente é muito ressecado e, por isso é bastante áspero ao toque. Se você perceber essas características, é provável que o seu problema seja realmente cabelo quebrado.

Então, é preciso que você busque por alternativas eficientes em devolver a saúde e nutrição adequada aos fios.

Quando se fala em cabelo quebrado e em possíveis soluções para o problema, é fundamental encontrar a causa para selecionar o tratamento mais adequado.

Na maioria dos casos, isso ocorre devido ao aumento da fragilidade dos fios, que acontece devido a agressões ambientais, como poluição, sol e vento.

Mas existem outros fatores que colaboram para isso, como o uso frequente de química, secador, chapinha e, contato com água de piscina com cloro. Veja a seguir os detalhes sobre cada um:

1 – Uso de química no cabelo


Colorações, escova progressiva e outros procedimentos que utilizam química agridem os fios porque é preciso abrir as escamas dos cabelos para uma melhor penetração do produto.

Com isso, a superfície capilar acaba perdendo grande parte dos seus nutrientes, como as proteínas.

O ressecamento também é inevitável visto que as fibras abertas perdem água. Tudo isso em conjunto leva ao problema do cabelo quebrado.

2 – Uso frequente de chapinha e secador

Os fios de cabelo são compostos basicamente por queratina, um tipo de proteína comum no nosso organismo.

Mas o que acontece é que as proteínas possuem uma temperatura ideal para que continuem sendo funcionais.


3 – O problema da piscina com cloro

Se você costuma frequentar piscinas deve saber que o cloro contribui em muito para deixar os seus cabelos ressecados e quebradiços.

Isso acontece principalmente quando o tempo de exposição é muito grande e, se depois você não tem os devidos cuidados em lavar e hidratar os fios novamente.

Isso acontece porque o cloro abaixa demasiadamente o pH da água, fazendo com que as escamas e cutículas do cabelo fiquem abertas.

Com isso os fios tendem a perder água, tornando-se muito ressecados. Assim aparece o problema do cabelo quebrado.

4 – O sal deixa o cabelo quebrado

O excesso de sal presente na água do mar e no seu próprio suor contribui para a desidratação dos fios de cabelo.

Ao perderem água, eles ficam muito mais expostos, ressecados e, consequentemente, tornam-se quebradiços.

Por isso, se você pratica atividade física com frequência, evite deixar os cabelos soltos em contato com o suor.

Além disso, é preciso caprichar na hidratação depois da exposição a esse agente nocivo. O mesmo vale para a água do mar.

5 – Sol e vento também podem prejudicar os fios


Sol e vento também contribuem para o ressecamento dos fios de cabelo. Assim, com o tempo eles vão se enfraquecendo e tornam-se quebradiços.Com o tempo os cabelos perdem o movimento e o brilho. Então é a hora de caprichar na hidratação e nutrição.

6 – A alimentação também influencia na saúde dos cabelos


Você já deve ter ouvido alguém dizer que você é o que come. Essa frase traduz muito do quanto a alimentação influencia o nosso organismo em diversos aspectos.

Ter uma alimentação equilibrada, com todos os grupos nutricionais, vitaminas e minerais essenciais, é fundamental para a saúde de maneira geral.

E o mesmo vale para os fios de cabelo, que necessitam de diversos nutrientes para que fiquem fortes, saudáveis e brilhantes como você deseja.

Então, se você tem se alimentado mal nos últimos tempos, pode ser que esse seja o verdadeiro motivo do cabelo quebrado.

O que fazer quando o cabelo está quebrado?

O cabelo quebrado é um problema muito comum, mas que precisa de intervenção para se evitar uma queda muito intensa dos fios, que leve ao aparecimento de falhas no couro cabeludo.

Quanto mais no início o problema for detectado, mais facilmente ele pode ser corrigido e até eliminado.

Existem algumas dicas de ouro, que podem ajudar muito a recuperar os fios danificados e devolver o brilho e vida às suas madeixas.

Quem faz procedimentos químicos de qualquer tipo sabe que é preciso refazer de tempos em tempos para que o efeito não seja perdido.

No entanto, se você estiver com problema de cabelo quebrado, é recomendado dar uma pausa e deixar os calos naturais durante algum tempo.

Até porque, é importante que você entenda que não adianta nada fazer uma coloração, alisamento ou qualquer outro tratamento em um cabelo quebrado.

O resultado não vai ficar como você espera e, a fragilidade dos fios acaba aumentando, deixando-os com um aspecto feio.

Lembre-se de que quanto mais fracos e expostos os fios estiverem, mais eles se quebram, ficam sem vida e cheios de frizz.

Sendo assim, se esforce para deixar os cabelos sem nenhum tipo de química durante algum tempo.

Você verá que esse esforço vai valer a pena e em pouco tempo você terá fios saudáveis e brilhantes novamente.


Se você sofre com cabelo quebrado, seguir um cronograma capilar pode ajudar a reparar os fios e devolver a força e vida aos fios.

Hidratação, nutrição e reconstrução capilar juntos são fundamentais nesse caso. No entanto, para cabelo quebrado o mais importante é agir na reconstrução capilar.

Isso acontece porque o cabelo quebrado geralmente é pobre em queratina, a proteína que proporciona a elasticidade nos fios saudáveis.

A perda de queratina leva ao enfraquecimento do fio porque abrem-se sulcos, que fazem com que o fio fique fraco e se rompa.

Sendo assim, invista na reconstrução capilar, que é o tratamento que age especificamente na reconstrução dos fios, fazendo a reposição da queratina que foi perdida com o tempo.

Com a reposição da massa perdida, o cabelo tende a se tornar mais forte e saudável.

Óleo de coco ou de argan, podem entrar na rotina de cuidados com os cabelos e servem para fazer a umectação dos fios.

Fazendo a hidratação e recuperação da camada protetora dos cabelos, os óleos ajudam a manter as fibras fechadas, evitando a perda de água e de queratina.

A água morna ou fria contribui para que as escamas selem-se, deixando os fios mais fortes e evitando as temidas quebras.

Aqui vale observar também que lavar os cabelos com uma frequência muito alta também é ruim porque ajuda a remover a camada de proteção, expondo as fibras demasiadamente.